Parque das Águas

Parque das Águas

Parque das Águas

OParque das Águas “Maria Barbosa da Silva” foi inaugurado em 29 de junho de 2008 com a finalidade ser uma bacia de contenção da água da chuva, mas se transformou em um ponto de lazer dos sorocabanos por sua completa infraestrutura e beleza.
“Um ponto de lazer dos sorocabanos por sua completa infraestrutura e beleza.”

O Parque possui uma área total de 162 mil metros quadrados e sistemas urbanístico e paisagístico. Nele foram plantadas árvores e implantados anfiteatro, sistema de iluminação, praça de eventos, pista de caminhada, ciclovias, pistas de skate, parque infantil, aparelhos para ginástica e quadra de areia. Conta, também, com placas informativas sobre a fauna e a flora nativas do local.

Hoje o Parque das Águas serve de palco para as festas da cidade, shows e outros eventos da cidade. Permanece aberto 24 horas, pois conta com uma base permanente da Guarda Municipal.

Criação e Criatura

Escultura - Obra de Chico Niedzielski – inspiração veio do fascínio pelas formas esféricas, o ser humano, a eternidade do tempo e a infinitude do espaço.

Ocírculo é Deus e a Criação é a realização. É isso o que simboliza a grande escultura vermelha que chama a atenção de quem passa pelo Parque das Águas, à margem da Avenida Dom Aguirre, segundo o artista Chico Niedzielski, seu autor.

Produzida em aço, levou cerca de quatro meses para ficar pronta e pesa aproximadamente 80 toneladas. Cada arco tem 38 milímetros de espessura e 12 metros de diâmetro, garantindo a sustentação da escultura. O artista explica que a inspiração veio do fascínio pelas formas esféricas, por parte do ser humano, desde a história antiga.

“Inspirada no fascínio que o círculo causa no homem desde a antiguidade.”

Para sua instalação, foi necessário que a Prefeitura de Sorocaba preparasse uma base especial. Além da pintura em vermelho, a instalação do monumento demandou ainda a um sistema de iluminação e do piso em seu entorno. A escultura foi doada à Prefeitura por uma empresa que trabalha com máquinas agrícolas, tendo sido produzida por sua planta fabril instalada na Zona Industrial da cidade.

Niedzielski, um estudioso de geometria sagrada, importante referência em suas obras, diz que a escultura, composta de um cubo e de uma esfera, foi inspirada no fascínio que o círculo causa no homem desde a antiguidade, simbolizando a eternidade do tempo e a infinitude do espaço. A esfera é delimitada pelos três discos; o cubo, pela ausência de um cubo, delimitado apenas pelo corte quadrado interno de cada círculo.